O interclasse Futuro VIP

Para ver mais fotos, clique aqui!

Por Marília Nel, Arthur Felipe, Caio Moraes

O interclasse Futuro Vip é um campeonato de jogos internos. Esse campeonato divide os alunos em equipes que disputam diferentes modalidades. Esse tipo de atividade tem por objetivo auxiliar o entrosamento entre alunos de turmas diferentes (as equipes misturam alunos de diversas turmas) e, de sobra, ainda ajuda o aluno na matéria de Educação Física.

Os jogos internos acontecerão entre o dia 10 e o dia 14 de julho (de segunda à sexta-feira), das 7 horas ao meio-dia. Cada equipe será representada por 4 animais distinto: Búfalo, Leão, Elefante e Girafa.

As modalidades praticadas serão o futsal masculino, o basquete feminino e masculino, handebol feminino, o voleibol misto o queimado feminino e masculino, o totó, a corda e o tamancobol. A maioria dos jogos são conhecidos. No entanto, é sempre bom sabermos um pouco mais sobre os esportes que farão do interclasse Futuro Vip 2017. Seguem, abaixo, quatro esportes presentes no campeonato e suas respectivas regras.

 

Futsal

  • Cada partida de futsal tem 40 minutos de duração, sendo dividida em dois tempos de 20 minutos.
  • O jogo é supervisionado por um árbitro.
  • O uso dos braços, do tronco, da cabeça, das pernas e dos pés é permitido para o manejo e condução da bola. O uso das mãos é proibido a todos os jogadores, com exceção dos goleiros.
  • Em caso de falta, um jogador pode receber do árbitro um cartão amarelo ou um cartão vermelho. O cartão vermelho indica expulsão imediata, bem como três cartões amarelos para o mesmo jogador.
  • O objetivo é fazer com que a bola atravesse a trave da área adversária.
  • A equipe vencedora é aquela que obtiver mais pontos ao final da partida.
  • As cobranças de falta são semelhantes as do futebol: Escanteio, tiro de meta, arremesso lateral e arremesso de canto

 

Basquete 

  • A bola pode ser arremessada em qualquer direção com uma ou com ambas as mãos;
  • A bola pode ser tapeada para qualquer direção com uma ou com ambas as mãos (nunca usando os punhos);
  • Um jogador não pode correr com a bola. O jogador deve arremessá-la do ponto em que a pegou. A exceção acontecerá com o jogador que receber a bola quando estiver correndo a uma boa velocidade;
  • A bola deve ser segurada nas mãos ou entre as mãos. Os braços ou corpo não podem ser usados para tal propósito;
  • Não será permitido, sob hipótese alguma, puxar, empurrar, segurar ou derrubar um adversário. A primeira infração dessa regra contará como uma falta, a segunda desqualificará o jogador até que nova cesta seja convertida e, se houver intenção evidente de machucar o adversário, não será permitida a substituição do infrator.
  • Uma falta consiste em bater na bola com o punho ou numa violação das regras 3, 4 e 5.
  • Se um dos lados fizer três faltas consecutivas, será marcado um ponto a mais para o adversário (Consecutivo significa sem que o adversário faça falta neste intervalo entre faltas).
  • Um ponto é marcado quando a bola é arremessada ou tapeada para dentro da cesta e lá permanece, não sendo permitido que nenhum defensor toque na cesta. Se a bola estiver na borda e o adversário mover a cesta, o ponto será marcado para o lado que a arremessou.
  • Quando a bola sai da quadra, deve ser jogada de volta à quadra pelo jogador que primeiro a tocou. Em caso de disputa, o fiscal deve jogá-la diretamente de volta à quadra. O arremesso da bola de volta à quadra é permitido no tempo máximo de 5 segundos. Se demorar mais do que isto, a bola passará para o adversário. Caso algum dos lados insistir em retardar o jogo, o fiscal poderá marcar uma falta contra ele.
  • O fiscal deve ser o juiz dos jogadores e deverá observar as faltas e avisar ao árbitro quando três faltas consecutivas forem marcadas. Ele deve ter o poder de desqualificar jogadores, de acordo com a regra 5.
  • O árbitro deve ser o juiz da bola, decidindo quando ela está em jogo, a que lado pertence sua posse, além de controlar o tempo da partida e exercer os poderes normalmente atribuídos a um árbitro. Ele deve decidir, também, quando um ponto é marcado, controlando os pontos que já foram contabilizados.
  • O tempo de jogo deve ser dividido em dois meio-tempos de 15 minutos cada, com 5 minutos de descanso entre eles. A equipe que marcar mais pontos dentro desse tempo será declarada vencedora. Em caso de empate, o jogo pode, mediante acordo entre os capitães, ser continuado até que outro ponto seja marcado.

 

Vôlei

  • O vôlei é iniciado após a execução do saque. Para executá-lo, o jogador tem até 8 segundos após o apito do árbitro. É permitida apenas uma única tentativa de saque.
  • Sempre que uma equipe adversária sacar e sofrer um ponto, a equipe atacante deve fazer um rodízio da posição dos atletas na quadra.
  • Os atletas de defesa não podem atacar na área de ataque e nem bloquear, exceto com a bola abaixo da borda superior da rede.
  • Cada equipe só pode tocar a bola três vezes seguida. Quando a bola for tocada no bloqueio, não será considerado toque.
  • Aos jogadores não é permitido atacar a bola que está no espaço de campo da equipe adversária.
  • No bloqueio, os bloqueadores podem tocar a bola além da rede, não podendo deixar que sua ação interfira no golpe de ataque da equipe adversária.
  • A bola é considerada fora quando toca o solo fora das linhas demarcatórias, quando toca as antenas, cabos, ou quando cruza o espaço fora das antenas.
  • O jogador não pode tocar em qualquer parte da rede.

 

Handebol

  • Cada partida tem duração de 60 minutos, sendo dividida em dois tempos de 30 minutos. Em caso de empate, prorroga-se o jogo, com dois tempos de 5 minutos.
  • O jogo é supervisionado por dois árbitros.
  • Tendo a posse da bola, o jogador tem o direito de dar apenas três passos. Em seguida, deve fazer algum movimento para passar a bola adiante.
  • É permitido que o jogador se desloque com a bola por mais de três passos quando ela é quicada continuamente no chão, como em um jogo de basquete.
  • É permitido a um jogador tomar a bola de um adversário, usando apenas uma mão e mantendo-a aberta. Não é permitido arrancar a bola da mão do oponente.
  • É permitido bloquear um jogador adversário com o próprio corpo. Caso o jogador use de agressões físicas, como puxões e empurrões, para impedir que o adversário faça gol, o juiz deve marcar um tiro de 7 metros, que é semelhante ao pênalti do futebol.
  • É proibida a permanência de um jogador na área do goleiro. É permitido, entretanto, que ele dê um salto e lance a bola enquanto está no ar.
Sem comentários

Postar um comentário